Séries temáticas – parte 4: Política

Há um tempo eu fiz alguns posts de séries as classificando por temas, como medicina, investigação e família, mas esqueci de outro assunto frequente em várias produções: política. De uns anos para cá, estão explorando bastante a política de diversas formas. Na televisão americana o presidente dos Estados Unidos já tem várias caras.

1- House of Cards

house-of-cards

Claro que eu não poderia deixar de começar sem falar da clássica série da Netflix, com Kevin Spacey como protagonista. Francis, o personagem principal, é maníaco pelo poder e passa por cima de todos, até mesmo da esposa, para ter tudo sobre controle.

A produção foi muito bem recebida pela crítica e pelos telespectadores. A quarta temporada está confirmada para 2016.


2- Scandal

Olivia Pope é uma espécie de relações públicas/assessora de imprensa que salva várias carreiras por conta de um escândalo inesperado. Mas devido à carreira de Olivia ter começado na campanha política do atual presidente, Fitzgerald e ter vários políticos como clientes.

O caso amoroso com o presidente casado também estreita esse laço. Com uma visão diferente de House of Cards, a Casa Branca também é cenário principal da série, dividindo o espaço apenas com o escritório de Olivia.

Mas em vez do foco na política em si, nos jogos de poder, Scandal aborda o lado mais humano da sede do governo americano. O drama familiar é composto pelo casamento desfeito de Fitz e Mellie (primeira dama), sustentado apenas por interesses políticos, e pela manutenção do presidente no comando do país apesar do escândalo do caso extraconjugal é o que movimenta a atual quinta temporada.


3- Veep

veep15_02

Veep já é uma versão cômica da vida na Casa Branca. A vice-presidente Selina Meyer se ajusta à vida política em âmbito mais abrangente quando deixa de ser senadora, mas vê que não é nada aquilo que ela esperava.

Ela e a equipe não estão preparados para assumir o posto, entretanto as coisas até que caminham mais ou menos como o esperado. Ela tem um assessor todo desajeitado que não sabe fazer nada, mas que anda sempre junto a ela. Talvez todo o despreparo dele em relação a assessorar Selina seja um reflexo do atual papel dela mesma na frente de comando do país, e esse seria o motivo de não o despedir.


 

4- Narcos

Eu fiz um post especial, recentemente, sobre a série estrelada por Wagner Moura na Netflix que conta a história de Pablo Escobar. Mas além do foco em tráfico de drogas, a política também está presente.

Escobar, em determinado ponto da vida decidiu se candidatar para se frequentar o mundo da política, pois seu objetivo maior era a presidência da Colômbia. Ele não esperava que ao se misturar à corja política, – achando todos piores que ele em relação à corrupção – o seu fim estaria mais próximo.

Mesmo com um início trágico no plenário, ele tinha contatos e apoio dentro do congresso do país. E com muitas influências, ele conseguiu prolongar mais um pouco seu império.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s